#ad

11 de out de 2013

Moradores do Vale Participam de Filme Documentário Sobre Raios - Estreia 11/10/13


Divulgação/Storm Comunicação
Primeiro filme brasileiro sobre o assunto, a obra conta a história de pessoas que tiveram suas vidas mudadas por causa do fenômeno

CLIQUE NO BANNER/VIDEO ABAIXO, ASSIM VC AJUDA A AGENDA CULTURAL EM UM SEGUNDO!
Ajude a Divulgar!! Curta!!!

Todos os anos caem cerca de 50 milhões de raios no Brasil. Será que tantas descargas atmosféricas podem afetar o destino de alguém? Para responder a essa pergunta, o engenheiro Osmar Pinto Jr. – o maior pesquisador de raios do Brasil – investiga a vida de seis pessoas que, de diferentes formas, tiveram sua trajetória modificada pela ação de um raio.

O resultado está no filme documentário Fragmentos de Paixão, primeiro filme brasileiro sobre o assunto que estreia em 11 de outubro nos cinemas da rede Cinemark de todo o país. Rodada no Rio de Janeiro, São Paulo, Bahia e Rio Grande do Sul, a obra apresenta a temática dos raios sob uma perspectiva histórica, cultural e científica, em um novo formato de divulgação audiovisual que aproxima a ciência de todas as pessoas. A equipe levou dois meses para executar todas as tomadas, acumulando quase cem horas de filmagens.

São apresentadas seis vidas, seis histórias distintas, que mostram como uma fração de segundo define destinos de forma completamente diferente, permeando o medo e a paixão, a tragédia e o sucesso, a guerra e a paz. Nessa jornada, fatos inusitados são revelados, mostrando a visão da ciência e da cultura sobre os raios, desde o descobrimento do Brasil até o futuro do planeta. “Como todo bom filme, trazemos uma dúvida no início da trama que só é respondida no final”, diz a diretora Iara Cardoso, de São José dos Campos.

Uma das histórias é a do policial militar Júlio Cézar, morador de Taubaté, que foi atingido por um raio na via Dutra, quando voltava do trabalho de moto, de São José dos Campos para Taubaté. Júlio estava em uma circunstância bastante comum às vítimas de raios: estar próximo de um veículo, do lado de fora – 14% das mortes por raio no Brasil ocorrem nessa situação. Júlio Cézar ainda faz tratamentos de saúde para lidar com as sequelas.

Outro caso abordado pelo filme é o de José Vicente, funcionário do INPE e morador de São José dos Campos. Ele acabou se apaixonando e se casando com a mulher que o socorreu depois de ser atingido por um raio nas imediações do trabalho. José Vicente estava de bicicleta quando sofreu o acidente. Além de estar num veículo aberto, estava perto de árvores – situação responsável por 12% das fatalidades causadas por raio.

Além desses casos, o filme traz relatos saborosos sobre a história do Brasil, mostrando, por exemplo, como os índios têm uma ligação mística com os raios. O pajé Maurício, da Aldeia Boa Vista, em Ubatuba, também conta sua história no filme. Ele tem o nome de UeráTupãDiecupé que significa em guarani “o guardião dos raios em nome de Tupã”. Isso para que os espíritos maus não o atinjam durante as cerimônias religiosas de seu povo.

Osmar Pinto Jr. destaca que “o Vale do Paraíba é uma das regiões de grande incidência de raios no país”.
Fragmento de Paixão é realizado pelo Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), e faz parte de um projeto de divulgação sobre os riscos que os raios trazem à população, que inclui uma cartilha educativa e exposições em São Paulo e no Rio de Janeiro. No Brasil, ocorrem anualmente 130 mortes causadas por raios e outras 500 pessoas são atingidas. O país é campeão mundial em incidência do fenômeno.

TRAILLER



Direção
Iara Cardoso é formada em jornalismo com pós-graduação em jornalismo científico pelo Laboratório de Estudos Avançados em Jornalismo (Labjor) da Unicamp e especialização em cinema digital pela New York Film Academy (NYFA)/Universal Studios e em Jornalismo para TV Digital pelo canal NBC News/NYFA.


Realização
O Grupo de Eletricidade Atmosférica (ELAT) do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE), criado em 1995, é referência mundial na área de estudos de eletricidade atmosférica. O ELAT é coordenado pelo Dr. Osmar Pinto Júnior e atua em pesquisa, prestação de serviços para a sociedade e difusão da ciência e tecnologia.

Fragmentos de Paixão – Ficha técnica

Estreia nacional: 11 de outubro de 2013 em São José dos Campos, São Paulo, Rio de Janeiro, Manaus, Porto Alegre

Apresentação: Osmar Pinto Junior
Direção: Iara Cardoso
Produção: Storm Comunicação
Roteiro: Iara Cardoso
Pesquisa Histórica: Osmar Pinto Junior
Fotografia: Fábio Dourado Dantas
Efeitos Especiais: Julio César dos Santos Dias e Leonardo Reis
Montagem: Bruno Maia Cerqueira
Trilha Sonora: Cinematic Orchestra, Keith Kenniff e Tony Anderson
Duração: 70 min
Ano: 2013
País: Brasil
Gênero: Filme Documentário
Cor: Colorido
Formato da primeira cópia de exibição: DCP

www.fragmentosdepaixao.net.br
Facebook: /filmefragmentosdepaixao
Twitter: @filmefragmentos

"Os Eventos são de inteira responsabilidade dos envolvidos (estabelecimento, artistas...), a Agenda Cultural apenas divulga o que nos é passado. Eventos sujeitos a alteração de data, horário e local. Mais informações favor confirmar com o local indicado. Muito Obrigada."  


PARCEIROS: